quarta-feira, 30 de julho de 2008

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Festival?

ja que andam a dizer barbaridades sobre a minha pessoa, deixo aqui um comentario para calar a boca a essa gente! xD

esta coisa de tarmos de ferias na da com nada! ja tenho saudades de levar sermoes do celso! na é pra ficares convencido, atenção!
tive durante estes dias a pensar em projectos pra tuna, e surgio.me a ideia de tentarmos realizar um encontro de tunas mistas, o que acham?
se calhar é um passo muito grande, peço aos mais velhos que deêm a sua opinião, e os mais novos também! hehe*
mas acho que era um objectivo a ter em conta, porque se queremos ir a festivais também temos que organizar algum, certo?
deixem a vossa opinião, se faz favor!

de momento não tenho mais nada e declarar.
depeço-me com as mais cordiais saudações académicas!

té breve*

quinta-feira, 24 de julho de 2008

O burro do Pataco!

Aos que não acreditam que ainda existem muitos burros no mundo dedico a fotografia que se segue…trata-se do burro do Pataco!!!



Para que não haja enganos e antes que perca a estadia para as Festas da Praia, interessa-me realçar que o Pataco tem mesmo um burro. Chama-se Afonsinho e vive lá em São Jorge a acartar o senhor pai do Pataco para cima e para baixo naquelas fajãs…coitado leva deveras uma vida de sobes e desces!

Agora e não querendo ofender o Afonsinho, digam-me lá se esses dois da fotografia não têm muita coisa em comum?! Eu cá acho que são mesmo feitos um para o outro…reparem bem…

1º Ambos possuem um belo lombo preparado para acartar Lisetas Marinas o resto da vida!

2º Ambos são portadores de umas orelhas de tamanho médio, mas de capacidade auditiva superior a 100%, o que lhes será muito útil para o futuro, se bem que mesmo se eles fossem surdos conseguiam ouvir a “loira” a cantar, é que a gaja deve ter engolido um microfone quando era pequena!

3º Ambos já tiveram brigados com o cabeleireiro durante séculos, mas graças ao Afonsinho que foi capaz de dar a pata direita traseira a torcer, o cabeleireiro perdoou-lhes a dívida que lá tinham e cortou-lhes os cabelos! Na foto exposta eles tinham acabado de sair do cabeleireiro, vejam que ainda se nota o toque do secador no cabelo do Afonsinho! No Pataco, o cabeleireiro apenas lhe pôs um bocado de “cuspo” e passou-lhe os dedos só para lhe fazer uma festinha, ele merece!!!

4º Ambos têm um sorriso interessante. Pena que não se veja os dentes do Afonsinho, é que o tipo tem cá um dentuça…não há burra que resista!

5º e último: Ambos são uns amigos do cuarai e vão decerto perdoar-me por tal maldade!

Bjins Pataque! hehe

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Aladin

Olá a todos! Trago uma novidade que chegou hoje à caixa de correio da Sons do Mar...é que o Aladin, depois de nos visitar em S.Jorge, não se esqueceu de nós e mandou-nos um postal:





Aladin do cuaraii ;)

Adês e prontes

Oi pêssoáu !

Já estive umas quantas vezes para deixar um post... Mas sempre que começava nunca acabava (espero que seja desta vez). Pois é meus amigues só agora arranjei um tempinho para deixar qualquer coisa (a minha vida é muito complicada LOL). De qualquer das maneiras tenho vindo cá quase todos os dias, já faz parte da rotina.

Sobre a viagem a São Jorge acho que já disseram e "redisseram" tudo o que há a dizer. Eu, como toda a gente se deve ter apercebido e já ouvido, adorei! Já tinha feito viagens de turma, viajens com corais (LOL, tinhamos sempre uma ama seca atrás), com amigos , ca família (Big LOL), cas primas, cas tias... ( não exageremos), mas nunca com tunas e gostei imenso. É diferente, com espírito académico e com cervejas na mão ( admito que nunca bebi uma até ao fim, apesar da Carla, minha madrinha querrrriida, me ter obrigado a beber dois grandes bocados). Também nunca tinha andado tanto na minha vida (até domingo passado, obrigada mox...) para ir a uma fajan (demorei a perceber o que era!). O que mais gostei foi daquela cascata linda, adorei mesmo! A fajan de Santo Cristo também foi de mais! Já agora se alguém tiver fotos podia meter na minha pasta a partilhar do msn, é só pedir o meu mail ou assim. Sobre a actuação, das que ja tive com a tuna, que não foram muitas, foi a que eu mais gostei, acho que nos portámos bem, sorrimos e divertimo-nos que foi o mais importante! Para o ano espero que a tuna continue assim (o que será muito mas mesmo muito difícil...), esperemos que os caloiros dêem tanta ajuda como deram este ano :P , pelo menos os de Farmácia hão-de ser praxados e "convidados" (lol) a experimentar!

Tenho muita pena de certas pessoas terem saído da tuna, mesmo muita.... vou ter imensas saudades da "minha família", sem vocês vai ser muito diferente...

É verdade, como se mandam os convites para entrar no blog? Quero mandar convites para o resto do pessoal para ver se dão novidades e para saber onde é que o pessoal anda nestas férias! Porque senão é mesmo só o quarto do cuarai quem fala (devem se achar bons vocês! ).

Bem, vou ter de ir, para variar estou com pressa... Amanha vou para o continente e já tenho saudades de Angra! Espero ter algum tempinho no continente para ir dizendo alguma coisa aqui no blog (devo ter de certeza).

Beijinhos e abraces a todos!


P.S. Clarisse não é preciso bater! Com calma toda a gente vai dizendo alguma coisa... agora a nossa presidente é que não se vê pegada nenhuma! xD

domingo, 20 de julho de 2008

O VERDADEIRO CARTAZ

Andava eu a pesquisar informações sobre a semana cultural das velas em SÂO JORGE e vejam o que descobri o verdadeiro cartaz. Este mesmo cartaz não foi fixado porque a pedido das outras bandas que tanto insistiram para o não fixar. Com algumas informações vim a saber por outros métodos do cuaraiiii… que só eu sei hehehe que o medo destas mesmas bandas eram de ninguém os ir ver porque sendo a surpresa a sons do mar o pessoal só ia ver a sons do mar como é lógico lol….é caso para dizer caso do cuaraiiii… ficam então com o verdadeiro cartaz...

ATENÇÃO: Isto é apenas uma brincadeira feita para o pessoal da tuna
SONS DO MAR nada de confusão… lol…

forever (clique AQUI)

alguém se irritou muito ao som desta musikita, lá em S.Jorge!!!!!! beijoooooos

sexta-feira, 18 de julho de 2008

São Jorge...

A modes que também quero deixar o meu testemunho da fantabulástica viagem da Tuna Sons do Mar a São Jorge ...De certo que será um "replay" de outros posts, pois também vou dizer que foi uma viagem do cuarai, que me diverti imenso, que serviu p fazer ou reforçar laços de amizade entre os tunos...mas é que é mesmo verdade!! Senão, por que razão é que eu vou diariamente consultar o hi5 da tuna e do pexoal d tuna?!Porque é que eu vou, várias vezes por dia, ao blog da tuna?! Uma boa resposta seria porque eu sou uma mexeriqueira, uma coscuvilheira, uma censura ou como queiram chamar...Mas não...quer dizer..não é só isso...é porque TOU CHEIA DE SAUDADES VOSSAS!! Enfim, e voltando a S. Jorge, salve seja, resta-me dizer que a viagem excedeu as minhas expectativas...a ilha é lindíiiiiiissim, pelo menos o que eu vi..aquela cascata e a fajã de Sto Cristo valem tudo...Só conseguia dizer "isso parece tirado de um filme, ficava aqui o dia inteiro só a admirar ", quando nao estava a dizer... "será que ainda falta muito?!"..Bom, melhor que isso só mesmo as cenas do quarto do cuarai...a batalha com o pacote de sumo, os versos do mox, o aladino, a helena a brigar k queria dormir pk se levantou cedo pa ir trabalhar...foi de morte..ai rir!!Mas também gostava do outro quarto, ou melhor das meninas de lá e ainda me ri um bocado por aquelas bandas...se bem que o meu estado era convidativo a isso...hihi.Para além desses momentos em que a gargalhada era geral (ou quase geral...hihi), houveram momentos de nervos, como a serenata da Lisete em que tavamos a ver que o pataco xegava lá antes de nós e a porcaria das velas que nao se mantinham acesas (ou nao acendiam msm...), outros momentos de arrepiar até os cabelos do c...como eram os duches na água gelada...os enredos...a actuação...e ainda outros de tristeza...como foi a hora das despedidas...ihhh tal choradeira...que diabo!mas, pessoalmente, só não chorei mais com vergonha...é que "um estudante CHORA bastante quando vê que o seu encanto está na hora de acabar..".
Vou ficar por aqui, porque senão mais pareço o pataco...lol. é isso pessoal...continuem a postar que é pra eu ter com que me entreter...bjins, love u

êêêêêê pessoaaaal....

video

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Infelizmente não temos esta sorte.....

Um amigo e recente fã da nossa tuna mandou-me este vídeo e sugeriu que o colocasse no nosso blog. Espero que gostem, que sirva para alegrar um pouco os saudosos tunos e para aliviar um pouco o ambiente saudoso e filosófico que paira sobre o blog. Não é que não concorde com tal ambiente, mas acho que isto vai servir para animar.
Por favor não me interpretem mal....
Sendo nós, ou tendo sido, alunos da Universidade dos Açores, mas em particular do Pólo da Terra-Chã, achei que o filme era excelente de ser mostrado como exemplo do que, infelizmente, não temos a sorte de poder fazer em nenhuma das nossas frequências.....
Apreciem



Seria interessante imaginar, isto para os que tiveram a traumática experiência de ter aulas com o Prof Barcelos, fazer esta ousada (vá lá) brincadeira em uma das suas magnificas freq. ou exames. :)


"ai saudade... tormento..."

Saudade. Palavra tão frequentemente empregue nas músicas da nossa tuna.
Essas músicas, essas palavras, nascidas no coração e pelas mãos de membros da tuna, enterneceram outros tantos corações pela boca de quem as canta. Contudo, essa palavra tornada canção ganha outro sentido quando olhada num pretérito perfeito, quando recordada.

Saudade que é um rio, mas que não é rio que separa, é água que liga as duas margens. É rio composto pelas lágrimas de quem chora o que cessou e de quem chora o futuro do qual sempre se fará parte, mas de modo distante.

“e na loucura desta vida, da boémia e da alegria o que eu quero é cantar, afastar a saudade, esta dor que tanto arde, desta vida acabar…”

“Angra Baía de Sentimentos, Porto de amores e saudades, mar salgado de medos, jamais te esquecerei, oh cidade….”

Envio de comentários

Olá ppl. A pedido de muitas familias, informo a todos os visitantes deste blog, que tenham algum apreço pela velhinha Tuna Sons do Mar, que já é possivel a qualquer interessado o envio de comentários aos posts lançados neste blog.

Sendo assim, por favor comentem os nossos videos, as nossas fotos e os nossos posts mas com moderação. Todos os comentários serão, obviamente controlados, por isso sejam meiguinhos:)

Angra Baía de Sentimentos - XXI Semana Cultural das Velas

video

cuidadinho...

Só queria fazer uma pequena chamada de atenção ao pessoal que isto é um blog, não se trata propriamente de um confessionário! Além disso, sabe-se que tem sido visitado por muitas pessoas pertencentes à tuna ou não, portanto acho que deveriam ter mais um certo cuidado com os posts e comentários que deixam. Há assuntos que não devem ser expostos aqui e que pouco têm a ver com a tuna!
Aproveitem esse espaço para trocar ideias e impressões acerca da tuna e dos momentos vividos em grupo, tornando-o num espaço divertido e agradável de visitar!
Desculpem-me, mas um toquezinho faz sempre bem!
Bjs tou cheias de saudades de todos! Sons do Mar é que é!!!

Viagem do "Cuarai"



Gostava de me pronunciar sobre a espectacular viagem a S.Jorge, como sugeriu que fizessemos a Clarisse quirida (ou Clarice hihi).

Mas antes de mais queria dizer que gostei do post do Pataco, pois fiquei a conhecer um pouco mais sobre a tuna, a sua evolução e pelo que ela tem passado, períodos bons e outros de menor sucesso (como em tudo na vida). O que é certo é que a boa vontade, esforço e dedicação de várias pessoas ao longo dos anos de existência da tuna tem-na "mantido de pé" e a elas devo agora o prazer de estar na tuna Sons do Mar!

Quando entrei para a tuna já o Celso era magister mas pelo que me apercebi a tuna tinha, antes de ele entrar, acabado de passar por um periodo complicado, e o que é facto é que a tuna está actualmente num nível muito bom, o que não sou só eu a achar pois seria suspeita, mas pessoas entendidas no assunto já o disseram como é o caso dos vocalistas dos Tributo que elogiaram a nossa actuação em S.Jorge, na qual podemos demonstrar melhor o trabalho que tem vindo a ser feito na tuna. É, por isso, de grande valor a dedicação e trabalho do Celso, o magister, (ficando aqui a minha simples homenagem e agradecimento), assim como o agradecimento à Preciosa ajuda do Mox, pois embora ambos tenham as suas vidas e trabalhos, acrescentando-se o facto de fazerem os dois uma viagem do “cuarai” para se deslocarem para os ensaios (pois vivem no cu de judas em relação à universidade), a verdade é que a tuna nunca ficou para trás!
Como referi gostei muito do post do Pataco, no entanto discordo com algumas afirmações. “Não é a tocar 2 musicas num Ciclone ou num Olé tunas que se motiva um grupo Celso!…e agora sim acho que o Magister se apercebeu…”. A meu ver não foi agora que o magister se apercebeu disso até porque, como o próprio Pataco referiu ele é um dos veteranos em viagens tendo bem a noção de como são importantes para a tuna: “Quem já é veterano nas viagens, mesmo em outras tunas como é caso do Mox ou do Capão, sabe que elas são fundamentais para a coesão de um grupo”. No entanto, na minha opinião, não lhe cabe a ele, que muito já faz pela tuna, angariar actuações “completas” ou viagens, sendo isso no meu entender da responsabilidade da direcção. Além disso, acho que o Magister sempre nos tentou motivar para qualquer actuação que tivéssemos, mesmo que fosse de apenas duas ou três musicas, fazendo sempre questão de realçar que “o importante é irmos curtir para o palco”. Acho que em S.Jorge foi onde o conseguimos fazer da melhor maneira, pois faltava uma viagem como esta para nos motivar. Foi sem duvida uma viagem espectacular, uma viagem do “cuarai” mesmo, onde se fortaleceram amizades, permitindo ao pessoal se conhecer melhor, pois é certo que os ensaios não podem servir para isso senão a tuna não andava para a frente. O Magister é divertido e brincalhão mas na hora de ensaiar é para ensaiar e mai nada e acho que assim é que deve ser para que a tuna possa evoluir. É verdade que ninguém gosta de “levar na cabeça”, assim como o próprio magister não gosta de “dar na cabeça” (como já referiu nos ensaios) mas pegando nas palavras do Pataco do comentário que fez ao post do Celso “é preciso ter pulso firme, com falinhas mansas não se chega a lado nenhum”. A verdade é que o “inspira e respira e o dedos do Capão a estalar” sabem bem o que tão a fazer pelo que se pode ver na actuação de S.Jorge.

Esta foi a minha primeira viagem com a tuna e tornou-se para mim numa viagem inesquecível onde o espírito da tuna prevaleceu acabando por se reflectir na actuação na qual “curti montes”! As gargalhadas no “quarto do cuarai”, o Aladin, a cansativa mas divertida caminhada à fajã de Sto Cristo, a viagem na carrinha debaixo de chuva até à escola (só de me lembrar quero me é rir!) as lágrimas de quem se despedia…entre muitos outros momentos inesquecíveis…marcaram esta viagem que me deixa muitas saudades! Obrigada a todos por aqueles momentos!
Voltando ainda ao post, a mulher do pau (de chuva claro), ou “ET” como disse o “Crazyfrog” em tom de brincadeira, não pode estar mais tempo connosco, com muita pena minha pois a sua particular e contagiante gargalhada, de que não me vou esquecer, fez falta! Ela teve com certeza os seus motivos e o que é certo é que com vontade tudo se concilia e na hora lá estava ela com as mãos no pau dando o seu melhor com a sua potente e bonita voz! Esta viagem foi também uma óptima oportunidade para podermos desfrutar mais um bocadinho da companhia de quem, infelizmente, vai sair da tuna L. Mas esperemos que mais oportunidades surjam para se juntarem à tuna novamente!

Sons do Mar: o orgulho de ser tuno! E mais não digo.

Insipira 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7

Grande pataco gostei muito do que li do teu texto mais parecia a bíblia lol estou a brincar épa concordo contigo a sons do mar tem tudo para organizar um encontro de tunas porque não! bora para a frente. Só não concordo com uma cena que disseste tipo que eu nos ensaios n deixo o pessoal se divertir isso e mentira e sabes disso, agora se é para ensaiar temos que ensaiar senão não se passa da cepa torta e sabes o que digo a brincar n vamos lá lol. mas prontos tens a tua ideia e respeito gostei muito da tuna e do espírito, eu estava farto de dizer ao pessoal para curtir em cima de palco o pessoal curtiu foi o que deu sucesso total lol e o ciclone e olé tunas são actuações importantes sei que só podemos tocar 2 ou com sorte 3 mas é o que se arranja já que vamos tocar 2 ou 3 bóra tocar fixe né? Já agora desculpa ao pessoal todo por me aturar sei que sou chato e dou sermão sei que sou as vezes fodido para todos e algumas vezes sem razão desculpa 1000 desculpas para todos a partir de s.jorge tombem n chateio mais ninguém lol fiquem livres de me ouviram mais lol gostei muito de tocar pela sons do mar foi o máximo obrigado por me terem convidado a entrar nunca vos vou esquecer abraços e beijinhos a todos não escrevo mais nada não sou como o pataco lol…

quarta-feira, 16 de julho de 2008


Olá a todos. Foi-me difícil entrar neste blogue...mas finalmente lá consegui.Penso que parte do pessoal já se manifestou de uma forma ou outra sobre essa viagem. Tenho a sensação de todos!Aa viagem foi excelente, a actuação foi muita boa, muito embora tenhamos feito um teste de som como nunca me lembro desta tuna ter feito e depois na hora da actuação volta tudo á estaca zero. Mas mesmo assim julgo que tivemos muito bem. Recebi os parabéns de alguns dos elementos dos Tributo, tanto o António como o Manel Severino (os vocalistas) e até mesmo do Duarte Silveira o Presidente da Câmara da Calheta que nos desenrascou as carrinhas para irmos á caldeira. Gostava de escrever algo sobre a viagem e vou escrevê-lo mas não aqui, estou a pensar fazer um texto como fiz á 5 anos quando a tuna foi aos EUA, texto esse não publicável mas que enviarei a todos por e-mail.

Já sentia um vazio, a falta de uma viagem, em que podessemos passar uns dias juntos é muito importante e a última que fizemos foi há 3 anos atrás para o Canadá e apenas com 12 elementos tendo ficado atrás na altura por exemplo a Clarice, as Carlas o inigmático Nodi e a Nádia, porque o dinheiro não chegava para todos, tendo-se questionado nessa altura se não deveria as pessoas que pertenciam á tuna. Nessa altura assumi a responsabilidade junto da Lisete (que era a Presidente) e disse-lhe que o projecto tinha mais de um ano e tinhamos de nos apresentar com o mínimo de qualidade e não outra vez com um violão e um bandolim, seria rídiculo.

Teria sido importante já termos feito uma viagem no ano passado... Sem dúvida nenhuma, nada melhor para fortalecer os laços entre o pessoal, conhecermo-nos um pouco melhor, até porque o Capão não nos deixa fazer isso nos ensaios. Estas viagens proporcionam um ambiente diferente entre todos, uma cumplicidade, uma oportunidade para cada um extroverter a sua maneira de ser. Na minha opinião, ficaram a perder primeiro quem não pode ir e estou-me a lembrar, da Tânia, do Pavaroti ou da Iolanda e depois quem foi mas não conviveu connosco, a Carolina, a Tânia de veterinária ou a Patrícia, esta última que parecia ter aterrado no Domingo no meio de um lago. Que não me leve a mal a Patrícia até porque tenho um carinho muito especial por ela, mas se as duas primeiras estiveram á margem da viagem, a Patrícia pareceu um ET vindo de um óvni directamente do faial, que poisou na sala de ensaio mesmo a meio do Amor Açoriano, voltou a aterrar no teste de som e fez a última aparição na actuação, desci o palco para lhe dar um beijinho mas já o Ovni que a trouxera a tinha levado. Cada um teve os seus motivos e julgo que todos respeitamos, e aproveito para dizer que todos os que estiveram na Escola Profissional das Velas se divertiram o melhor que poderam.

Quem já é veterano nas viagens, mesmo em outras tunas como é caso do Mox ou do Capão, sabe que elas são fundamentais para a coesão de um grupo, é o principal factor de motivação de todos… e se não… vejam a minha serenata…além de ter sido um momento excepcional para mim do qual jamais o imaginaria e de certo nunca me esquecerei, quantas pessoas a tocar violão, obviamente o bandolim ser tocado pela Pipoca não seria novidade, mas a Clarice, a Marta, a Rosana…enfim…com vontade tudo se consegue, mas tem de haver motivação e aqui confesso…não é a tocar 2 musicas num Ciclone ou num Olé tunas que se motiva um grupo Celso!…e agora sim acho que o Magister se apercebeu… Durante mais de um ano vivíamos para esses 2 eventos, que nem eram nossos, apenas participamos na qualidade de convidados e realmente era o único sitio onde podíamos aparecer.

Aproveito, e deixo um repto, ainda por cima agora que a maioria do pessoal vai ao blogue, deixo uma ideia que acho que deveria ser encarada seriamente pela Direcção. Porque não darmos continuidade ao Encontro de Tunas “Sons do Mar” que era feito na Semana Académica. Nem falo em trazer tunas de fora, as que cá existem seriam suficientes para fazer uma noite de tunas apadrinhada pelas Sons do Mar, na qual seria possível encaixar alguns cobres até porque depois é possível fazer um acordo com o Náutico ou com o Havana…Não seria um Festival, até porque já há dois, era apenas uma noite de Tunas que poderia ser ou no Teatro ou no Centro Cultural. É claro que dá algum trabalho a organizar, mas sem trabalho não se passa do inspira e respira e os dedos do Capão a estalar.

Voltando ao tema inicial, o Capão preparou um reportório e que saudades já tinha de uma actuação do início ao fim, a maioria dos elementos nunca tinha tocado mais de 2 ou 3 músicas. Para mim foi a melhor actuação dos últimos 3 a 4 anos, primeiro porque estava tudo bem afinado, o som era de bom nível embora a monição em palco não fosse a melhor. Na minha opinião, nem mesmo a actuação que fizemos no Canadá teve a este nível e na altura contava por exemplo com a Eduarda um acordeão de referência o melhor que já vi em tunas cá da ilha…que pena não a termos connosco. A actuação que me possa lembrar nos últimos anos que estivemos a alto nível, remonta ao II Olé Tunas, em que a Sons do Mar entrou a concurso e ganhou 2 prémios nesse festival, nessa altura contava ainda com a Vera Andrade (autora da música da minha serenata) a Vera Duarte, a Helga, o Ricardo, o X-Pirra, Eduarda entre tantos, julgo que até o próprio Teixeira teve nessa actuação. Foram outros tempos, que me deixaram saudades mas mesmo assim não foram suficientes para que abandonasse algo que tanto gosto de fazer…tocar mal bandolim na “Sons do Mar”.

Deixando o passado e voltando ao presente, acho que é justo fazer uma homenagem ao nosso actual Magister, pode ter todos os defeitos do mundo, chato todos os dias, mas a verdade é que fez um trabalho excelente e que só tem paralelo se recuar 10 anos atrás quando o Renato foi Magister. Nesses remotos tempos a Sons do Mar tinha passado de um misto de grupo de folclore e grupo popular (iniciado em 1991) com pandeiretas a uma Tuna. Nessa altura era eu caloiro, e lá ia o ano de 1997, contavam com elementos muito bons, excelentes vozes, óptimos violões (cheguei a contar 12 numa actuação), foi ai que o Renato iniciou a viragem o que não foi difícil, uma vez que contava com matéria prima de qualidade para confeccionar, contava então com nomes como a Manuela Quadros, o Borba, os gémeos de Moura a Márcia, o Guimarães…entre outros. Depois iniciou-se o período, na minha opinião de apogeu da Tuna, a selecção era cuidadosa, poucos elementos entravam e correspondeu á transição do Renato para o Expirra que ao mesmo tempo culminava com o máximo de alunos que a Terra-Chã já teve, cerca de 1000, aproximadamente 1/3 daquilo que tem hoje toda a Universidade dos Açores junta. Esse meu velho e grande amigo da Ribeira Grande, Miguel Pontes de Baptismo e Espirra Dentes do Ultramar, pegou no legado deixado pelo Renato, inovou em algumas coisas, excelentes músicas foram feitas, muita gente de qualidade, o acordeão da Eduarda, a flauta transversal da Vera, sempre acompanhada por excelentes vozes femininas e masculinas, arriscaria a dizer que apenas faltou um contrabaixo. Foi um período brilhante, viajou-se bastante mas faltou, por exemplo, o que foi sempre a base da TUSA, os Festivais…trazer ideias novas e ver como fazem os outros. Seguiu-se a Eduarda como Magister numa altura em que começa a aparecer em grande a TUSA, e deixam de entrar rapazes para a Sons do Mar…os alunos no Departamento diminuem drasticamente os cursos passam a ser de menos anos e aparecem os preparatórios de Veterinária e depois Nutrição, e é aí que o Ricardo sucede á Eduarda. O período foi péssimo, o Ricardo fez o melhor que podia, esforçou-se ao máximo mas sem amêijoas não se faz “carne de porco á alentejana”, neste caso nem amêijoas nem carne…chegamos a fazer actuações que era ele a tocar violão e eu bandolim…foi um período de agonia e diria mesmo humilhante, mas sempre tive a noção se deixássemos cair a Sons do Mar era o adeus para sempre. E alguns sabem que se não fosse a Lisete e o Barata a pedir ao Ricardo…tinha caído mesmo. O Barata, que na sua passagem pela tuna foi rápida e discreta…se ainda existimos devemos-lhe á sua persistência e provavelmente a maior tristeza que me deu a “Sons do Mar” foi ver-lhe ser vetada a sua última actuação pela Tuna no ano passado no Ciclone, sabendo grande parte das pessoas que se ele não estava connosco era porque trabalhava á noite e era um prémio mais que justo. Mas pronto…já lá vai. Veio a viagem ao Canadá e deu-se uns retoques, entrou o Capão, o Expirra foi connosco assim como a Eduarda…depois foi começar do zero! Graças às pessoas que entraram, porque também elas se esforçaram, o Capão com os conhecimentos que também já trazia da TUSA, melhorou e de que maneira, conseguiu potenciar ao máximo as vozes, coisa que nunca tinha sido feito. Lembro-me bem que a primeira vez que se trabalhou vozes foi numa ou noutra música que levamos ao Canadá e que o Espirra fez questão de melhorar já com as ideias que o Pedrão tinha levado para a TUSA (e aqui que me corrija o próprio Espirra ou o Mox). Nunca ninguém trabalhou as vozes como o Capão, verdade seja, com o Renato a primazia ia para os instrumentos, eram muitos e bons…mas as vozes era tudo ao molhe e fé em Deus, com o Expirra era mais a questão musical, os ritmos e por ai fora…a Eduarda deu-lhe continuidade, com o Ricardo…não havia nada a fazer…não havia pessoas e as poucas que estavam não sabiam tocar…na melhor das hipóteses juntávamo-nos ao grupo coral Terra-Chã. Por isso, obrigado ao actual Magister, obrigado ao Ricardo por não ter deixado a tuna ir abaixo, abrigado á Eduarda, ao Expirra, ao Renato, á Xana…aos outros que não conheci pelo percurso até hoje…até chegarmos ao ano de 1991 em que alguém fundou a Tuna Académica Sons do Mar. Ao fazer todos estes agradecimentos a actual Magister e aos seus antecessores, seria hipócrita da minha parte não me referir aos sucessivos presidentes e suas direcções…Foram tantos que seriam necessárias várias linhas para os enumerar, se em palco o reflexo das exibições se deve a quem lá está e quem ensaia, não menos importante é o papel de quem organiza os eventos. A verdade é que nos últimos anos o papel de liderança acaba por recair muito sobre o magister e isso não é bom, expõem em demasia o próprio cargo que é o alicerce fundamental da tuna. O papel de incentivo de novas ideias tem que partir do próprio Presidente e da sua direcção, o exemplo mais proeminente que aqui posso deixar foram os anos que o Teixeira assumiu e foi sucessivamente nomeado, tinha uma presença forte de liderança, protegia bastante nesse aspecto quem ensaia foi responsável por vários eventos e viagens, claro que tinha a Helga com ele que era uma ajuda enorme.

Cabe à Marta agora esse papel, conseguir trazer caloiros para a tuna, raparigas mas também rapazes, as músicas são lindas, tão bem tocadas mas nota-se a falta de vozes masculinas. Como diria o meu querido amigo Bikudo, parecia uma tuna feminina com 3 galos no meio. Os tempos que se avizinham não vão ser nada fáceis, para variar saiu imensa gente, que fazem imensa falta, as próprias circunstâncias da própria Universidade não ajudam em nada, cursos de 3 anos outros são preparatórios de 2 anos apenas, quando o grupo está a um bom nível…plufff, desfaz-se e começa-se em Setembro de meia estaca. É um desafio grande, mas a TUSA enfrenta as mesmas dificuldades…á partida as circunstâncias são iguais para todos…vai sobreviver os mais que melhor se adaptarem.

Em jeito de despedida, até porque este texto é longo demais para um blogue, tenho inevitavelmente que dar uma palavra de apreço a quem vai embora. E foram muitas as pessoas, A Clarice, a Carla com K e a Carla do Mox, a Patrícia (fayala), a Marta Galvão (é pena não teres entrado mais cedo para a tuna), a nossa Chekinha (que por certo irá entrar em Medicina), a Tânia de veterinária ou da pandeireta como preferirem, a Iolanda que já tinha ido embora…enfim se calhar esqueci-me de alguém… Não…estavam à espera que falasse do Mox…enganam-se…ou engano-me eu!!! O nosso Mox é um Kirido! Quando a Lisete ainda Presidente lhe pediu para nos ajudar, ele prontificou-se…e lá esteve…É evidente que sem a sua Kirida e a nossa Carla (ou Moxina como preferirem…se bem que ela não acha piada), as coisas não são as mesmas… tirem-me a Lizêta e peçam-me para aturar o Capão sem pastenejar (tou a brincar), vou escrever sem ter falado com o Mox…é da minha livre e espontânea vontade. O nosso Mox trabalha na Praia, vive no Raminho e ainda tem os ensaios da TUSA. No entanto… não lhe exigindo o esforço adicional que tinha como quando cá estava a sua Kirida…acho que é Home para dar uma ajuda no Ciclone…ou então no tal Encontro de Tunas “Sons do Mar” que em cima referi… Mas isso é uma questão para ele mesmo meditar, mas claro que não podia deixar aqui a oportunidade de lhe tocar no coração…

O ano lectivo de 2007/2008 acabou em grande, para aqueles que acabaram os cursos desejo uma rápida entrada no mercado de trabalho os vossos impostos são importantes para continuar a pagar a educação deste país, para que continuem a existir boémios e essa raça que se intitula de Tunos, que não passa de uma cambada de bêbados do Cuarai… com violas ás costas e a fazer barulho. Para os que foram embora e que continuam a estudar, as maiores felicidades do mundo, certamente guardaram como recordação muitas bebedeiras, amores e desa-mores e claro a Tuna Académica “Sons do Mar”. Para o resto da malta, Setembro é mês de recrutar gente nova para alimentar o ciclo.

Até Sempre,

Pataco

terça-feira, 15 de julho de 2008

domingo, 13 de julho de 2008

Como o pessoal esta numa onda de saudade da viagem e outros a chorar pelos cantos baba e ranho lol achei esta foto interessante para o pessoal descomprimir vejam que os nossos dois heróis que se aventuraram a ir a pé a umas das fajãs passado 3 horas não conseguiam subir depois as mesmas lololol sendo assim tiveram que telefonar para o pessoal das moto 4 para os irem buscar lá abaixo depois os das moto 4 e que são fraquinhos dhaaaaaaaaaaa se eu tinha moto nunca ia a pé lololol estou a brincar apreciam bem a cara do nosso velhinho e ilustre pataco esta de mais ai grande pataco lol esse dia foi lindo o teu pai queria era carregar-nos com aquele vinho potente que ele faz bela pinga… abraço a todos.


O momento da subida...

O momento da pausa para a foto lolol esta demais parece a ser um carteiro ai rir lol...

E sem mais nada para dizer…digo… tal viagem do cuaraiiiiiiiii…










sábado, 12 de julho de 2008

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Hino da Tuna Sons do Mar - XXI Semana Cultural das Velas

video

Obrigada aos cameramens!

Irmão do Celso e Gonçalo

:D

Lá em São Jorga..

video

Foi assim que começou a ultima de 3 noites de grande loucura.

A Semana Cultural das Velas rulou e a nossa tuna também. Digo-vos que curti desde o 1º ao ultimo minuto.

Penso que a actuação correu bem, pelo menos o espirito entre tunos esteve sempre presente todos os dias,e é isso que interessa.

Resta-me agradeçer á organização e a todos que proporcionaram a nossa ida.

Que venham mais viagens castiças como esta.

P.S: não sei se também deva agradeçer á tia maria que não nos ligou o esquentador. hmmmmmm..não.

HASTA

terça-feira, 8 de julho de 2008

S.Jorge ---- o ReScAlDo

Gostaria que cada um dos membros da tuna, e mais propriamente cada um dos membros deste blog, se pronunciasse acreca da viagem da tuna a S.Jorge, a fim de podermos reviver alguns dos momentos mais castiços. (por exemplo relembrar as frases bonitas como a da marta galvão: "lavei os pés com água bem molhadinha"....)
Antes de mais tenho a dizer que foi ESPECTACULAR, foi a minha única viagem com a tuna, mas foi o máximo.
Laços de amizade se fortaleceram ou criaram, gargalhadas ecoaram no quarto do "cuarai".
Cansaram-se as pernas de andar à descoberta, cansou-se a garganta de tanto gritar, cantar...
Animámos as ruas apoiando as marchas, ou gritando o nosso hino sempre que víamos "PESSOOOAAAAASSS!!!!".
Subiu-se ao palco, sorriu-se, curtiu-se...
Fizemos jus ao nosso hino:

"Tuna Sons do Mar, chegou para arrasar,
Tuna Sons do Mar está aqui para cantar

Capas azuis sobre os ombros um orgulho
Tuna Sons do Mar o orgulho de ser tuno"

Chorámos lágrimas pintadas a preto e branco da lembrança de todos os momentos que a tuna nos proporcionou, de todas as amizades que fizemos, de todas as pessoas espectaculares que descobrimos, que conquistámos, que nos conquistaram...

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Viagem a S.Jorge


Nos dias 3 a 6 de Julho decorreu a tão esperada viagem da Tuna Sons do Mar à ilha mais ilha dos Açores: S. Jorge. Eu, pessoalmente, adorei a viagem e todos os momentos que ela nos proporcionou...desde os mais tristes, aos mais loucos e mais felizes...desde as noites mal dormidas às noites bem dormidas...desde as amizades criadas às amizades fortalecidas! Obrigado Sons do Mar! Adoro-vos a todos!

Agora interessa-me fazer um pequeno resumo de cada dia que lá passamos, mostrando algumas fotos dos momentos mais marcantes!


Dia 3
Durante a viagem de barco Terceira –S.Jorge da qual participei (visto que alguns membros da tuna apenas começaram a sua viagem no dia 4) alguns tunantes dormiram como porcos cabeludos (tipo a Lisete que sempre que dorme cobre a cara com o cabelo)e outros comeram Pringles até não poderem mais. No entanto, houve sempre tempo para tocar músicas da tuna e receber aplausos, aproveitar a linda paisagem do Pico e tirar umas boas fotings.



Chegados a S.Jorge, esperavam-nos duas meninas e um camião que nos levou à Escola Profissional das Velas onde ficámos instalados. Depois, foi tempo de ir conhecer a vila e lavar o rabo (ou não) nas águas geladas das Poças ao som, claro, do tstom tstom da Summer Party!



Durante toda a tarde e quase inconscientemente cantei “Encosta-te a mim…” de Jorge Palma, o que começou a fartar os restantes tunantes. Então o nosso Mox, nessa noite e já com uma grande “cadela” como o próprio disse, sentou-se numa rocha e disse: “Amor, agora a sério…Eu tou a adorar estar aqui. Isso é o paraíso!”. Ai tal calô!!!
É certo que todos temos uma criança dentro de nós e nessa noite o Mox fez uma viagem ao passado, recriando a Guerra das Estrelas com os dois guerreiros jorgenses mais engraçados e simpáticos que conhecemos e, mais tarde já na escola, encarnando a personagem de Aladino!!!






Ai tal cuarai pa fazer rir…apesar de alguns não terem achado muita piada e terem ido dormir pa outro quarto. Mas cá para mim tiveram foi medo do pau de chuva que se erguia enquanto o Mox cantava: “Encosta-te a mim e vamos fazer as pazes. Encosta-te a mim e vamos fazer rapazes…”


As meninas da tuna, por sua vez e devido à falta de colchões, nessa noite tiveram de se apertar e dormir quase agarradinhas…elas adoram-se, é o que vale!


Dia 4

Logo de manhã cedo, alguns membros da tuna tentaram ir ao Faial mas como não havia hipótese de o fazer apenas com 2€ decidiram ficar em terras jorgenses, o que causou imenso gozo para certos e determinados meninos! Com cuarai mesmo!!! E cuarai para cá, cuarai para lá…surgiu o “Quarto do cuarai”, o quarto onde dormiram os mais velhinhos e mais malvados elementos da tuna. Mas acreditem…tal disparate de quarto! Era mesmo um quarto do cuarai!!!
Visto não ter havido passeio ao Faial, os nossos membros masculinos decidiram pôr-se à estrada em cima de moto4, mas pelo que se soube apenas dois foram suficientemente capazes de percorrer decametros a pé no meio do mato…vejam só esses dois cromos!


As meninas preferiram ir às Poças e depois ficar na escola à espera do resto da tuna! Tal felicidade…finalmente estávamos todos! “Sons do Mar, Sons do Mar” hehe
À noite, os copos foram muitos e karaoke pouco…pena de muitos tunantes! Mas o que não faltou foi muita alegria, diversão, amizade, sangria, cerveja, caipirinhas e claro muitos calores!:)



Dia 5

Este foi, sem dúvida, o dia mais cansativo da viagem. Logo de manhã, partimos nas carrinhas cedidas pela Câmara da Calheta, para a Serra do Topo. Chegados lá acima foi-nos possível assistir aos gregs das nossas Martinhas que mal se lembravam do que tinham feito na noite anterior! Ah pois é, a ressaca tarda mas não falha!
Depois foi andar, andar e andar…fazendo algumas paragens para banhos em cascatas e para fotos! Vejam…



Chegados à Fajã da Caldeira de Santo Cristo e deixando para trás 5km de caminhada, sentiamo-nos os maiores do mundo! Foi, então, altura de tomar uma deliciosa banhoca na caldeira e encher a barriguinha, que a fome já apertava.



Depois do almoço, lá nos pusemos à estrada novamente…mais 4km até à Fajã do Cubres…os 4km mais longos da vida de muitos tunantes! No final do passeio, estávamos de rastos mas muito orgulhosos! Andámos mesmo disparates...fonix!


À noite, todos se queixavam de cansaço, de dores aqui e ali. Estava mesmo bom era para estarmos sentados nos bancos do Jardim das Velas. Mas ao ver passar a Marcha da JSD da Terceira da qual algumas tunantes faziam parte, as forças voltaram e a tuna fez furor atrás da marcha…foi um verdadeiro sucesso!
Já no cais, no centro da festa, foi possível observar muitas tunantes a cantar e a dançar ao som da magnífica banda mais pimba da actualidade “Só gajas”…afinal sempre vêem os Morangos com Açucar...a mim nunca me enganaram!!!



Dia 6

O dia mais esperado e mais stressante de todos…ensaio, teste de som, jantar de tuna e finalmente…actuação! Um pouco de nervos e ansiedade, muita alegria, pica e espírito de tuna…resultado: actuação do cuarai!





Depois da actuação foi tempo de voltar à terra prometida…à linda Terceira! Mas não sem antes das despedidas e das lágrimas que de alegria e tristeza brotaram dos olhos de quem fez a sua última actuação e de quem já sente saudades dos amigos, dos ensaios, das gaitadas conjuntas…da vida académica!
Vocês eu cá não sei, mas a mim custa-me muito partir e deixar a Tuna Sons do Mar e, por isso, o conselho que deixo a quem fica é que aproveitem cada minuto que lhes resta, pois sem se darem conta essa vida do cuarai acaba!

P.S. Rosana cabe-te agora deixar os vídeos…